Notícias

Nós acreditamos que era o teu sorriso...
2020-11-23
…e sabes, Sérgio?! Nós acreditamos que era o teu sorriso; esse sorriso brando que costura os retalhos da vida e dá forma generosa a tudo o que toca. Abençoados sejam todos os que assim bordam maciez no tecido áspero dos dias!…
Depois? Depois disseste que era tempo de ir embora, para um sitio, em segredo, onde as histórias começam e são eternas.
E nós ficamos neste silêncio a preto e branco e guardamos-te na alma, que é onde se guardam as coisas insubstituíveis.
Sabes? É bom ter alguém que chora em vez de nós quando nos magoamos.
Sempre tua. CERCIAG